história camocinense

Série história camocinense

Prefeitura de Camocim financia publicação de novos livros sobre a história de Camocim

Por ocasião da Jornada Pedagógica 2022, ocorrida no Dia Internacional da Educação (24 de janeiro), a Prefeitura de Camocim promoveu o lançamento da Série História Camocinense, com o lançamento de mais quatro novos livros que contam sobre aspectos da história do município, escrito por autores locais. Os livros, “CAMOCIM RESPIRAVA ESSE AR DE MÚSICA; AS CANTORIAS NAS ONDAS DO RÁDIO AM DE CAMOCIM; MIOLO DE POTE e DEPOIS DA MEIA NOITE. LENDAS E MITOS QUE NARRAM O COTIDIANO DE CAMOCIM, cuja produção foi financiada integralmente pela Prefeitura Municipal de Camocim, foram distribuídos a todos os professores que participaram da Jornada Pedagógica. Nesta seção, além dos livros acima referidos, disponibilizamos para download, outras obras de referência sobre a HISTORIA DE CAMOCIM, para o conhecimentos dos professores, estudantes e camocinenses em geral, inaugurando assim nossa biblioteca virtual. Boa leitura!

HISTÓRIA RELIGIOSA DE CAMOCIM
História Religiosa de Camocim é uma coletânea de três textos acadêmicos, escritos por historiadores locais como trabalhos de conclusão do Curso de História da Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA, que versam sobre aspectos da religião católica e batista em nosso município. No primeiro trabalho, Maria Célia Pereira dos Santos procura desvendar os mistérios envoltos a uma cidade atrelada a manifestos religiosos, de uma cidade germinada pela influência da Igreja Católica, através da análise da escrita do Primeiro Livro de Tombo da Paróquia do Senhor Bom Jesus dos Navegantes, instituída em 1883 na cidade de Camocim, emancipada politicamente em 1879. Neste sentido, analisa a obra religiosa a partir da edificação de sua antiga capela, em 1880, e sua retomada em 1905, elencando os passos articulados à concepção de cidade, que se fazia acontecer na época, sob a base da religião católica. No segundo trabalho, Gabriel Belchior de Araújo, continua na seara da Igreja Católica Movido analisando as ações e benefícios do Serviço de Promoção Humana em Camocim, como instituição inovadora e extensiva em prol de uma educação libertadora e preservação da dignidade humana, informando sobre as importantes ações que melhoraram e socorreram muitos camocinenses, de diferentes idades, dos males da pobreza e da marginalização social nos anos 60 a 70 do século XX. Finalizando, o terceiro trabalho de Jane Élida Costa Silva, lança luzes sobre a chegada da ação missionária da Primeira Igreja Batista em Camocim entre os anos de 1984 a1989, assim como discorre sobre os problemas enfrentados pelas primeiras missionárias, tanto de logística, como de resistência de conservadorismo católico e de outras denominações evangélicas. A religiosidade em Camocim não se resumem a este trabalho, mas o primeiro passo foi dado para que outras iniciativas possam dar conta da diversidade religiosa em nosso município.
Cidade Vermelha
Cidade Vermelha
Carlos Augusto Pereira dos Santos
O Parlamento Camocinense
Fatos históricos (1879.2019)
Carlos Augusto Pereira dos Santos
História Política de Camocim
1898-1987
Carlos Augusto Pereira dos Santos
Camocim, próspera e bela cidade do norte cearense, ganha, pela pena talentosa de um de seus filhos mais ilustres, uma obra marcante. Carlos Augusto Pereira dos Santos, um dos mais talentosos historiadores de nossa academia, conseguiu produzir um livro que, não obstante os fins didáticos aos quais se propõe, vai muito além. A facilidade com que o texto é escrito, a gama enorme de informações trazidas e a riqueza de imagens permitem ao público em geral acessar uma produção essencial para quem deseja conhecer Camocim e — por que não? —, aspectos outros do fazer político do Ceará e do Brasil nos séculos XIX e XX.
A cantoria nas ondas das rádios AM de Camocim
A cantoria nas ondas das rádios AM de Camocim
A cantoria nas ondas das rádios AM de Camocim
Maely Alves de Mesquita
A Historiadora Maely Alves de Mesquita lançou o livro “A cantoria nas ondas das rádios AM de Camocim”, inspirada na obra de seu pai, o radialista, poeta e musicista camocinense Damião Libório. Professora Maely traz um recorte das relações políticas e culturais que envolvem as rádios de nossa cidade entre 1979 e 1989.
METAMORFOSE LITERÁRIA
Metamorfose Literária. É o segundo livro de Francisco Inácio dos Santos, radialista, poeta, escritor, cronista e compositor camocinense. Militante das letras em nosso município, Inácio Santos é titular da cadeira número 26 da Academia Camocinense de Ciências Artes e LetrasACCAL. Nesta obra, dividida em duas partes: Versos em Profusão e Crônicas, Inácio Santos destila a sua melhor verve literária, que o fez um dos principais cronistas e poetas de nossa cidade. A primeira parte é constituída de poemas, em sua grande maioria sonetos, seara na qual Inácio Santos se tornou especialista. Na segunda parte, Inácio nos brinda com outro gênero textual – a crônica, que alia brilhantemente “pitada de humor, mas também de saudade, a viajar num passado nostálgico, conhecer alguns causos e se entrelaçar poeticamente com personagens que podem ser identificados ao nosso redor e, talvez, em nós mesmos.
Camocim respirava esse ar de música
Camocim respirava esse ar de música
Camocim respirava esse ar de música
Francisco da Paz Pessoa
Francisco da Paz Pessoa, mais conhecido como Professor Sílvio Paz, da Rede Municipal de Ensino, lançou a obra “Camocim respirava esse ar de música”. A pesquisa do historiador aborda os tradicionais festivais de música de Camocim, realizados entre os anos de 1986 e 2003. Sílvio Paz convidou para o lançamento o compositor camocinense Chico Sabiá.
FILHOS DA TERRA
Filhos da Terra é o livro de estreia de Raimundo Arnaldo de Carvalho, mais conhecido em Camocim como Naldo, famoso cantor e compositor local, descoberto nos tempos dos festivais de música de Camocim e no Ceará, além de animar o povo com suas músicas nos ritos católicos. Naldo também é professor nas disciplinas de Ensino Religioso e Arte Educação no Ensino Fundamental e Médio, bem como Língua Portuguesa no ensino Fundamental por mais de 25 anos. Em Filhos da Terra, Naldo faz através do soneto, uma singela e forte homenagem ao que ele chama de “personagens marcantes de nossa cidade, que com o maior prazer tentarei expressar com o máximo de cuidado e zelo. Esse pessoal, de fato, marcou época, alegrando o povo de seu tempo, para esta cidade, contribuindo muito para o crescimento cultural de Camocim. Aqui se misturam alegria e nostalgia de um período que deixou marcas no tempo histórico do nosso povo.” Mas, os personagens são tantos que, com certeza, Naldo ficará com a incumbência de elaborar mais livros para dar conta da diversidade do nosso povo.
Miolo de Pote
Miolo de Pote
Dez anos de existência do blog “Camocim Pote de Histórias” (2011-2021)
Carlos Augusto Pereira dos Santos
O Professor Adjunto da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), Carlos Augusto Pereira dos Santos, Mestre e Doutor em História e Pós-Doutor em Estudos Culturais, é organizador da obra “Série História Camocinense”. Neste novo livro, “Miolo de Pote”, o historiador reúne as melhores histórias publicadas em dez anos de existência do blog “Camocim Pote de Histórias”, mantido pelo professor.
Historiando Camocim
Carlos Augusto Pereira dos Santos e Gleiciane Freitas
Pinto Martins
Um voo na memória e na história do aviador camocinense
Carlos Augusto Pereira dos Santos; Paulo José da Silva Santos
Um espetáculo que causava impacto e ocupava o noticiário da imprensa foram as demonstrações dos aviadores da época e suas máquinas maravilhosas. Foram recebidos, na cidade, com honras de heróis, festas e discursos. Suas exibições provocavam a perplexidade de multidões e os elogios dos poetas (“Antes esses heróis dos ares,/sulcando os etéreos mares? Onde é vaga o vendaval,/ pra louvar os vencedores/ o povo cobre de flores/ a carreta triunfal”) Sacadura Cabral e Gago Coutinho foram os pioneiros, em 1922, depois de haver realizado a travessia do Atlântico, e para eles se rezou até missa campal. Vieram outros, como Euclides Pinto, Ramon Franco e Manuel Gonçalves. O anúncio da provável chegada de um avião motivou expectativas e emoções.
O Terra e Mar
Roteiros históricos e sentimentais de Camocim na obra de Carlos Cardeal
Carlos Augusto Pereira dos Santos e Petrília Paulinni Sales Fialho
Camocim é um Pote de Histórias!
Textos e ideias do blog para sala de aula
Carlos Augusto Pereira dos Santos e Raimundo Nonato Rodrigues de Souza
CAMOCIM DE PORTO E ALMA
HISTÓRIA E COTIDIANO
Em 2009, Camocim comemorou 130 anos de emancipação política. Este trabalho foi feito para ser lançado naquela ocasião. Só quinze anos depois, foi possível retirar o Camocim de Porto e Alma da gaveta, pretendendo dar mais um passo na construção de nossa memória e história. Nessa caminhada de pesquisa e escrita, várias possibilidades de investigação foram se concretizando. Afora as exigências acadêmicas, no entanto, outros campos de investigação afluíram no transcurso da caminhada, fazendo com que surgissem outros projetos de socialização das informações que vem se colhendo. Esta é apenas uma dessas propostas. Neste sentido, Camocim de Porto e Alma – história e cotidiano procura preencher uma lacuna sobre a história e a memória do nosso município. Por isso, desde já a explicação do título da obra – a intrínseca relação de Camocim com o porto, vindo daí sua origem e gênese -, nos legando uma cidade portuária, aliado àquilo que “animou” o período de intenso progresso proporcionado pelas atividades do porto e da ferrovia. Daí, não apenas a frieza dos documentos, mas a emoção da subjetividade dos depoimentos contidos nas páginas deste trabalho constitui a alma do camocinense retratado aqui.
Depois da meia-noite
Depois da meia-noite
Depois da meia-noite
Edcarlos da Silva Araújo
O Professor, Historiador e Mestre em História Edcarlos da Silva Araújo lançou a obra “Depois da meia-noite”. O livro narra experiências extraordinárias, transmitidas por intermédio de lendas e mitos, que contam um pouco do cotidiano de Camocim entre os anos 1950 e 1969.
Historiando Camocim (Manual do Professor)
Manual do Professor
Carlos Augusto Pereira dos Santos e Gleiciane Freitas
A Nostalgia dos Apitos
Carlos Augusto Pereira dos Santos
A Estrada de Ferro de Sobral, Quarenta anos depois da partida do último trem de Camocim-CE. (1977-2017)

Guriú

Laguinho da Torta e Lago Grande

Grande lago de água doce rodeada de dunas brancas formando um cenário ideal para prática de atividades como: kitesurf, windsurf, pedalinho, stand up peadle, esquibunda e passeio de canoa. Com excelentes barracas de praia, com serviços diferenciados como o relaxante balançar de rede na lagoa, com deliciosos pratos de frutos do mar, apresentado “in natura” aos clientes.

Pular para o conteúdo