Em ação inédita no país, equipes de pescadores camocinenses que navegam em “Botes Bastardos” recebem Dispositivo de Emergência e Comunicação via Satélite – Spot Gen3

A Prefeitura de Camocim, através da Secretaria da Pesca, Agricultura, Meio Ambiente e Recursos Hídricos, participou da entrega de 82 aparelhos de Sistema de Posicionamento Global, aos pescadores de botes bastardos no município. O evento aconteceu, na manhã da última quinta-feira, 28, no auditório do Núcleo de Artes, Educação e Cultura, Professor Maestro Antônio Basílio.

A entrega dos dispositivos de rastreamento e mensageiro via satélite, tem como objetivo gerenciar o envio de notícias em terra, além da localização geográfica, ou seja, latitude e longitude, do ponto de localização dos pescadores, assim como, oferecer mais segurança aos trabalhadores do mar.

Prefeitura e parceiros atuando na área pesqueira do município

A entrega dos GPS satélites é uma ação da Gestão Municipal em parceria com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) por meio da Coordenação de Licenciamento Ambiental de Empreendimentos Marinhos e Costeiros (CGMac) além do Sindicato dos Pescadores e Armadores de Botes, Capitania dos Portos, Câmara de Vereadores, Cardume Socioambiental e Chariot Oit & Gas, uma empresa independente de exploração de petróleo e gás.

Botes Bastardos e equipamento de mensagens

Embarcações tradicionais, os botes bastardos são embarcações exclusivamente movidas pela força do vento (eólica), onde o pescador trabalha com linha de mão em profundidades de até 150 metros, atuando no litoral do Ceará, Piauí, Maranhão e Pará.
Os pescadores da cidade de Camocim, tendo o equipamento de rastreamento e envio de mensagens via satélite, terão a oportunidade de enviar 4 tipos de mensagens: “estamos bem”, “estamos indo para terra”, “estamos com problemas e precisamos de reboque” além do último recurso, em casos de urgência, o chamado “SOS”.

Charlot Oit & Gas

Após estudos sísmicos na região, a Charlot Oit & Gas participou de um Plano de Compensação da Atividade Pesqueira (PCAP) para pescadores artesanais de Camocim, devido uma atividade de Pesquisa Marítima denominada “Projeto Bar Fases Unificadas”, realizada em março de 2016, em águas profundas da bacia de Barreirinhas, distante a 61 km da costa maranhense.

Durante a pesquisa, a metodologia do PCAP, foi uma medida determinada pelo IBAMA, determinação esta, que serve para o fortalecimento do projeto de políticas públicas para o município.

Ações da gestão

“Com o auxílio desses equipamentos podemos fornecer mais segurança para esses pescadores e principalmente a tranquilidade tão necessária para as famílias destes profissionais que trabalham incansavelmente nos mares”, ressaltou o Secretário da SEPARHMA, Jonnes Costa.

Presente na solenidade, a Prefeita de Camocim, Monica Aguiar, destacou a importância dos dispositivos aos pescadores da cidade. “A obtenção desses dispositivos, garantirá a tranquilidade dos pescadores, de seus familiares além dos proprietários das embarcações. Esse vem a ser um momento inédito para os trabalhadores que tiram seu sustento do mar. Onde uma ação como esta, estudada além de trabalhada em conjunto com todos os parceiros presentes, garantirá também, avanços em todas as áreas do ramo”, enfatizou a gestora municipal, lembrando que o projeto poderá até servir de modelo para outras localidades.

James Barbosa, representante da Câmara de Vereadores, Henrique Pereira, Tenente-Capitão da Capitania dos Portos de Camocim, Tatiana Menezes, Técnica da Charlot Brasil, Maurício Duppré, Engenheiro de Pesca da Cardume Socioambiental, além de representantes das Associações dos Armadores de Botes e Sindicatos dos Pescadores, assim como, pescadores e comunidade em geral, prestigiaram o evento.

Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Camocim

Leitor de Página (BETA)
Pressione Enter para ler o conteúdo da página em voz alta Pressione Enter para pausar ou reiniciar a leitura do conteúdo da página em voz alta Pressione Enter para parar de ler o conteúdo da página em voz alta